Conexão emocional trouxe à Trigg mais clientes

Marcela Miranda, CEO da Trigg, conta quais foram os gatilhos para o sucesso da empresa

Marcela Miranda deixou claro aos filiados do LIDE FUTURO suas duas paixões: ela é aficionada por NFL (National Football League), a famosa liga de futebol americano e, também, ama comandar a Trigg, uma fintech que utiliza tecnologia digital aplicada de uma maneira inteligente ao mundo das finanças.

Como CEO da Trigg, contou a todos, durante o evento By Members promovido na noite do último dia 30 na sede da Inovalli, alguns detalhes sobre o sucesso da empresa no mercado de fintechs: “Devolver parte da fatura do cartão de crédito para o cliente, o famoso cashback, foi uma das principais sacadas da Trigg”.

Atualmente, a porcentagem do cashback do valor gasto varia de 0,55% a 1,30% do total da fatura do cliente. Em um simulador no site da Trigg é possível verificar quanto voltaria a cada compra, antes de realizá-la. Por exemplo, se a pessoa gastar R$ 5.000/mês, terá um cashback de 1,30%, ou seja, R$ 65 de volta. Para empatar com a anuidade (R$ 9,90/mês) e, com isso, não ter custos com o cartão de crédito, que tem bandeira internacional, é necessário ter uma fatura de R$ 1.414,28 por mês.

Uma das perguntas que Marcela fez aos filiados era exatamente o tema principal de sua apresentação: “O que você vai fazer quando seu negócio virar commodities?”, sendo que, para ela, a resposta está na geração de conexão emocional com o seu cliente. “Um dos gatilhos para o crescimento da nossa empresa foi o lançamento dos cartões de crédito com personagens de histórias em quadrinhos e de filmes, como o Joker [Coringa, no Brasil]. Lançamos esses cartões e iniciamos essa conexão emocional com o nosso público”, contou Marcela, que complementou: “Todos que empreendem não podem esquecer de manter essa conexão emocional que foi gerada com sucesso entre a empresa e o cliente. De nada adianta ser algo esporádico”.

Com muito bate-papo e networking, o evento contou com a presença de mais de 50 filiados.

E, no fechamento desta matéria, foi anunciado que o Vector, fundo de investimento da financeira Omni, que já detinha 70% da Trigg, comprou o restante da companhia. O LIDE FUTURO parabeniza Marcela Miranda e seu sócio, Guilherme Müller, por mais essa conquista!

Capítulos Recomendados

Nenhum comentário, faça o seu!


Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *