De um monastério budista para o LIDE FUTURO – A história de Satyanatha

Monge Satyanatha bate um papo com os filiados no último evento de 2019

Conhecido como Satyanatha – aquele que busca a verdade, o paulistano Davi Murbach, engenheiro da computação formado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) que se tornou monge em um monastério budista no Havaí, participou do último evento de 2019, realizado no espaço da LAJE, parceira do LIDE FUTURO.

Aos 23 anos, Saty, como é chamado, abandonou a promissora carreira para descobrir a própria essência. Ficou exilado em Kauai Aadheenam, estudando ensinamentos milenares sobre a evolução da alma e a vida terrena. “Eu estava me tornando escravo de uma habilidade. Tinha um emprego que me dava muita coisa, mas também me dava um vazio no coração. Decidi me transformar em alguém em quem eu possa confiar”, disse o monge.

Antes de ser aceito, ele teve sua determinação testada: durante um ano, seguindo orientações dos monges, isolou-se do convívio social no Brasil e, quando foi aprovado para ir até o Havaí, dormia fora do monastério, em uma cabana sem água e eletricidade.

As atividades coletivas aconteciam durante o dia e ele teve que encarar um teste final para ser de fato aceito: 33 dias meditando na frente de um muro de pedra, desde o nascer do sol até o cair da noite, apenas refletindo se queria mesmo entrar para o monastério.

Durante o encontro, Satyanatha trouxe muitos de seus aprendizados, com o propósito de dividir com as pessoas uma técnica de paz de espírito que funcionou para ele. Ele acredita que a mente traz para nós uma distorção cognitiva durante o tempo todo e que precisamos lapidar esse processo, entendendo que a vida e este corpo são apenas um meio e não um fim: “Neste mundo hiperconectado estamos perdendo o controle da nossa paz”, afirmou.

Como exemplo prático de sua principal mensagem: “A energia segue a atenção”, o monge encerrou o evento com uma meditação de 10 minutos, que foi suficiente para alterar a vibração de todo o ambiente, trazendo ainda mais significado para aquele momento presente.

Sócia do LIDE FUTURO, Laís Macedo acredita ter fechado o ano de forma muito especial: “a presença do monge Satyanatha foi importante para avaliarmos a nossa jornada, aprofundarmos nosso autoconhecimento e construirmos um novo ano de paz, evolução e felicidade, com base em seus ensinamentos de vida e práticas de meditação”.

Capítulos Recomendados